3.3.14

Resenha: Divergente





E ai pessoal! Todo mundo sabe que o filme baseado no livro Divergente está para ser lançado agora esse mês (Março), no dia 21. 
Então para quem não leu o livro eu vim fazer uma resenha para ficarem atualizados sobre o que o filme vai mostrar.

Bom, acabei o livro ontem, li ele em apenas duas madrugadas, e sim, eu chorei umas quatro vezes no livro. Para quem me conhece, eu não costumo chorar em livros e a última vez que falei tanto de um livro e elogiei tanto foi em Jogos Vorazes (tributo aqui). Então já dá para ter uma noção da perfeição que o livro é.

Sinopse

Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é.
E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

As facções estão caracterizadas da seguinte forma:

A facção Audácia foi formada por aqueles que culparam covardia por falhas da natureza humana.
A facção Erudição foi formada por aqueles que culparam a ignorância humana pelas falhas da sociedade.
A facção Abnegação foi formada por aqueles que culparam o egoísmo pelas falhas da natureza humana.
A facção Franqueza foi formada por aqueles que culparam a duplicidade e engano pelas falhas da natureza humana.
A facção Amizade foi formada por aqueles que culparam a guerra e a luta por falhas da natureza humana.























Na maioria dos lugares que eu pesquisei sobre esse livro antes de lê-lo disseram que quem gosta de Jogos Vorazes iria gostar de Divergente. E esse comentário se dá em serem duas sagas distópicas. Não concordo inteiramente, mas mesmo assim amei.

O cenário em que se passa o livro é na Cidade de Chicago. O livro é narrado em 1ª pessoa, por Tris. A maior parte do livro se passa nos acontecimentos de Beatrice (Tris), como inicianda em sua facção. (não, eu não vou dar esse spoiler de qual facção rs).








Esse não é um livro quem contêm muito romance, e não estou muito acostumada com isso. Porém, isso foi excelente para a trama pois a cada "acontecimento" eu ficava torcendo e criando expectativas, mas nunca era quando eu imaginava, e fui muito surpreendida.
Não é um livro óbvio, muito menos clichê, quando você menos espera a história toma um rumo completamente diferente, e alguns mistérios ou apenas coisas bobas que você se intrigue durante o livro, vão se revelando aos poucos, fazendo com que você não desgrude do livro um minuto sequer.

(essa foi um dos momentos fofos do livro em que me surpreendi)


Outra coisa que não existe nesse livro é aquela coisa melosa e às vezes até cansativa do casal principal ficar páginas e páginas naquele "amor exagerado". Também não foi aquilo de "ah, como ele é lindo, estou apaixonada". Não foi amor à primeira vista, isso não acontece na vida real, e achei interessante ter sido assim.






Se eu pudesse descrever a personagem principal, nossa querida Tris, em apenas uma palavra, seria: Forte.
Ela não é aquela personagem idiota, burra, que toma as decisões mais estúpidas possíveis e que faz nós leitores morrermos de raiva. Pelo contrário, ela sabe usar a cabeça e conciliar todas as habilidades necessárias na hora certa. Com exceção de um acontecimento (que até fechei o livro de raiva na hora), ela obteve sucesso nas decisões, na minha opinião.





Nada melhor do que uma boa companhia na hora de ler, não é mesmo?




Minha gata me acompanhou em todos os momentos deste livro. Fofa ne? :)







Antes tarde do que nunca, o Grande Final.
Eu tenho que dizer que só não sai correndo para pegar o próximo livro por que já eram 4:43 da manhã! rs
O final é para você ficar boquiaberto, chocado e tudo mais! Foram 500 páginas de pura emoção.
Eu recomendo com todas as minhas forças, espero que você possa se sentir tanto na história e na pele da Tris como eu me senti.

Assim que for lançado o filme eu farei um post do que achei, das melhores cenas, se foi fiel ao livro e todos os detalhes.

Espero que tenham gostado, beijinhos! :)




Nota da autora: As fotos dessa resenha são de minha autoria, se quiser usá-las ou pegá-las, avise e dê créditos.

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Oi adorei sua resenha...mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem..

    ResponderExcluir


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©